Portfólio do editor em

Belo Horizonte,

Mapa do Blog | Avise Erros | Contato

COMUNICAÇÃO | SOCIEDADE | CULTURA | ESPORTE

 

SOCIEDADE


Sociedade e democracia Compartilhar

Trabalhos da Comissão da Verdade e da Comissão de Anistia dão origem a filmes

 
Produção: Léo Rodrigues / Reportagem: Thais Araujo | 09/07/2015 Notícia veiculada pela TV Brasil / Repórter Brasil

As novas revelações sobre o período militar têm levado à produção de materiais audiovisuais e literários. Porém, ainda não se vislumbra uma mudança na postura do Estado, prevalecendo o silêncio sobre as graves violações de direitos humanos.

Documentário "Em busca da verdade" já está disponível no Youtube.

Graças ao levantamento de novas informações do regime militar a partir de trabalhos da Comissão Nacional da Verdade e da Comissão de Anistia, novos materiais literários e audiovisuais vêm sendo produzidos, ajudando a revelar mais detalhes das atrocidades praticadas no período. Nesta quinta-feira (09/07) será exibido pela primeira vez o documentário Memórias femininas da luta contra a ditadura militar, durante o XI Encontro Regional Sudeste de História Oral, na Universidade Federal Fluminense (UFF). O filme, produzido pelo Laboratório de Estudos do Tempo Presente do Instituto de História da UFRJ, aborda a trajetória de mulheres que atuaram na resistência à ditadura militar brasileira a partir de depoimentos do acervo do Projeto Marcas da Memória, da Comissão de Anistia.

Outra iniciativa do Projeto Marcas da Memória é o livreto Caravanas de Anistia: o Brasil pede perdão. Ele reúne fotos, depoimentos e textos elaborados a partir das caravanas de anistia entre 2008 e 2011. As Caravanas de Anistia, realizadas pela Comissão de Anistia, percorreram todo o país julgando processos de anistia política.

LEIA TAMBÉM:

  • Três universidades federais buscam repensar o estudo da ditadura nas escolas
  • Documentário traz relatos de desconhecidos que foram torturados na ditadura
  • O trabalho da Comissão da Verdade, instalada em 2012, também teve seu desdobramento audiovisual: a TV Senado lançou na semana passada o documentário Em busca da verdade, de Deraldo Goulart e Lorena Maria. O longa de 58 minutos traz depoimentos emocionados sobre violações de direitos humanos durante o regime militar, imagens históricas e audiências enérgicas. Entre as imagens do filme, destacam-se as cenas que comprovam que foram vítima do aparelho repressivo não apenas os que pegaram em armas, mas também índios, camponeses, estudantes, advogados, trabalhadores e pessoas comuns. Índios, por exemplo, eram cooptados com promessas de serem beneficiados nos conflitos por disputa de terras. Há imagens que mostram alguns deles armados atuando de fardas como guardas rurais. Outra cena traz índios carregando outro índio no pau-de-arara em um desfile militar.

    As novas revelações, porém, não têm se traduzido em uma mudança de postura do Estado. A presidenta Dilma Rousseff chegou a declarar que as instituições do Estado "reconhecem e valorizam os pactos políticos que nos levaram à redemocratização". Apesar da proposta feita pelo relatório final da Comissão Nacional da Verdade de se indiciar criminalmente autoridades proeminentes da ditadura, prevalece o silêncio sobre as graves violações de direitos humanos.

    - Confira a matéria da TV Brasil, com produção de Léo Rodrigues e reportagem de Thais Araujo:

     

    comments powered by Disqus

     

    O EDITOR


    Léo Rodrigues

    Repórter da Agência Brasil, formado em Comunicação Social pela UFMG em 2010. Ex-jornalista da TV Brasil e do Portal EBC, onde também atuou como editor de esportes. Diretor de documentários cujo foco de interesse é a cultura popular, entre eles os longas "Aboiador de Violas" e "Pra fazer carnaval mais uma vez". Saiba mais

     

    O BLOG


    O trabalho do jornalista nunca é isento. Trata-se de um exercício constante de escolhas. Para onde apontar a lupa? De que ângulo posicionaremos a lupa? Este espaço surge a partir do interesse do editor em concentrar o seu acervo de produções jornalísticas e, ao mesmo tempo, propor coberturas e reflexões sobre comunicação, sociedade, cultura e esporte. Entenda melhor a proposta

     

    QUEM É O EDITOR | PROPOSTA DO BLOG | MAPA DO BLOG | AVISE ERROS | CONTATO

    Alguns direitos reservados
    Todo o conteúdo deste site está publicado sob a Licença Creative Commons Atribuição 3.0 Brasil exceto quando especificado em contrário.
    Permitida a cópia, redistribuição e alterações desde que se conceda os devidos créditos e mencione caso alguma adaptação tenha sido realizada.
    Saiba mais como funciona a Licença Creative Commons Atribuição 3.0 Brasil